alt=

 

Empresa autuada por trabalho escravo doou para deputado que tentou flexibilizar CLT
 
A empresa CCM, autuada pelo Ministério do Trabalho por empregar 40 funcionários em condições análogas à escravidão, apoiou campanhas eleitorais em 2014. Entre os candidatos que receberam suas doações está o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), beneficiário de uma doação de R$ 15 mil. O tucano, por outro lado, é autor de um projeto de lei que flexibiliza a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O PL 6.787/2016 estabelece a redução do valor da multa de R$ 6 mil para R$ 3 mil por empregado não registrado. Além disso, para cada informação omitida pelo empregador, o parlamentar propõe que a multa seja reduzida de R$ 1 mil para R$ 100, de acordo com a coluna Radar Online. "A presente emenda tem como objetivo desonerar o empregador, que já sofre com altos encargos tributários em sua atividade empresarial. Em um momento de crise e aumento do desemprego não devemos trazer mais custos para as empresas, que são a fonte de emprego e renda dos brasileiros", disse o deputado na justificativa. A matéria tramita em regime de urgência e está sujeita à apreciação do plenário.
 
Brasil, 30 de Outubro de 2017
Por Redação AlegriaNews| Foto: Reprodução| BN

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 Portal

Início
Notícias
Música
Esporte
Entretenimento
Canal Mulher
Contato

Espaço mulher

Início
Notícias
Moda
Receitas
Bem estar

Dicas de beleza

Contato