O lutador de MMA Leonardo Guimarães, mais conhecido como Leleco, volta a subir no octógono na próxima terça-feira (23). Atleta do Vitória, o baiano vai encarar o russo Mikhail Ragozin. Dois farão o principal combate do torneio RCC Intro, disputado em Ecaterimburgo, na Rússia.

"Na verdade, essa luta seria em fevereiro de 2020, mas a data mudou para abril, só que aí já estava com a pandemia e mudou tudo. Não seria esse adversário. É o primeiro evento do ano e como eu estava já no card anterior me chamaram", contou em entrevista ao Bahia Notícias. "A outra luta seria mais dura, não que essa seja fácil. Mas meu jogo não encaixa com o dele. Então, ele vai estar esperando um jogo meu, mas vou apresentar outro. Ele está se baseando na época que meu menisco estava estourado e eu estava limitado", continuou.

Leleco teve um problema menisco que foi corrigido com cirurgia. O lutador garantiu estar bem fisicamente para buscar engatar uma sequência de vitórias.

"Vamos chegar para quebrar a banca. Estou 1.000%, com as duas pernas zeradas. Tive problema menisco e agora vamos fluir com as vitórias", comentou.

Leleco está na cidade onde acontece a luta desde o último domingo (14) aguardando a pesagem que está marcada para a próxima segunda (22). De acordo com o baiano, a temperatura tem feito em média "suaves" -17 graus durante o dia e -23 à noite. Ele contou que seu coach testou positivo para a Covid-19 e acabou sendo barrado na entrada no país.

"Está tendo um protocolo para chegar na Rússia por conta da pandemia. A gente traz exames, carta do presidente russo para entrar. Meu coach testou positivo e acabei tendo que vir sozinho", relatou.

Para driblar a falta do coach, Leleco pediu ajuda a outro brasileiro que também subirá no octógono do torneio, o lutador Brito. 

"No card tinha outro brasileiro de Goiânia. Aí entrei em contato com eles, para eles me guiarem durante a luta", falou.

Leleco tem cartel de 13 vitórias, seis derrotas e um "no contest", quando a luta termina por causa da contusão de um dos lutadores por uma manobra ilegal acidental. Já Mikhail Ragozin venceu 16 vezes e perdeu quatro.

 

Fonte: BN

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 Portal

Início
Notícias
Música
Esporte
Entretenimento
Canal Mulher
Contato

Espaço mulher

Início
Notícias
Moda
Receitas
Bem estar

Dicas de beleza

Contato