Mulheres solteiras nesta faixa etária lidam com a pressão social ainda vigente
 

Mulher solteira aos 40 ainda sofre com pressão social.

 
 
Apesar dos avanços e conquistas femininas, muitas mulheres ainda sentem o peso e uma certa pressão social por serem solteiras quando chegam aos 40 anos. A verdade é que a maior dificuldade vem do fato da sociedade (mulheres incluídas) ter estabelecido uma certa ordem em relação à vida amorosa das mulheres. Quem não completar as etapas de namorar, casar e ter filhos, não estaria inserida naquilo que o padrão social vigente considera normal.
 
“A pressão não vem exatamente de casar e sim de ter filhos. É mais a velha questão do relógio biológico. Todos sabemos ser mais difícil engravidar depois dos quarenta, então se ela esperar até essa idade para se casar e só aí começar a tentar engravidar, suas chances diminuem muito”, acredita a psicóloga e especialista em sexualidade Tatiana Presser.
 
 
A maternidade não é impossível, mas sem recursos financeiros para se submeter a uma reprodução assistida pode ficar um pouco mais difícil. Para Tatiana, se uma mulher é mãe solteira – ou  divorciada – a imposição social para que ela se case é muito menor.
 
“Afinal, ela já tem seu filho, já fez seu papel ‘materno’. Para as mulheres que optam por não ter filhos, infelizmente a sociedade ainda enxerga o fato de ser solteira aos 40 com estranheza”, avalia Tatiana.
 

O peso de ser solteira, quando se quer casar

A historiadora Vânia Rocha diz ter sentido isso em um momento considerado por ela como trivial. Ao preencher um formulário burocrático qualquer para a solicitação de um documento, logo após ter completado 40 anos, sentiu-se mal ao precisar escrever ‘solteira’ no campo destinado ao estado civil.
 
“Percebi que alguma coisa não estava bem naquele momento. Mesmo ciente que prefiro estar sozinha a me relacionar com a pessoa errada, me dei conta que estou solteira por circunstância e não por vontade”, explica a professora.
 
Vânia decidiu procurar ajuda psicológica para enfrentar esse desconforto. Para a psicóloga Helena Monteiro, o caso de Vânia reflete o peso das escolhas pessoais confrontadas aos modelos considerados adequados por cada sociedade.
 
“A orientação terapêutica ajuda a equilibrar a relação entre os valores e crenças pessoais e a expectativa externa – que vem da família ou da sociedade. Uma mulher que deseja casar, mas ainda está solteira, começa a se questionar se o problema é dela”, diz Helena.
 
Uma mulher solteira aos 40 tem a tendência a se questionar se não está sendo exigente demais. Mas especialistas orientam a manterem-se firmes no propósito de não se deixarem levar pelo o que a sociedade espera delas
 
 “Após a terapia, até a maternidade ficou bem resolvida para mim. Posso ser mãe através de adoção, caso continue solteira. Também passei a aceitar a beleza na maturidade. Há tantas celebridades lindas após os 40, não? O importante é seguir o que acredito, e não as etapas que a sociedade estipulou que eu cumprisse”, diz a historiadora, solteira e feliz após os 40 anos.
 
Copyright foto: iStock
 
Fonte: A Revista da Mulher


 

 

 

 

 

 

 

 

 Portal

Início
Notícias
Música
Esporte
Entretenimento
Canal Mulher
Contato

Espaço mulher

Início
Notícias
Moda
Receitas
Bem estar

Dicas de beleza

Contato